Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ventania

In two days tomorrow will be yesterday.



Sábado, 31.10.09

Incomplete - Alanis Morissette

 


 



 


 


One day Ill find relief

Ill be arrived

And Ill be a friend to my friends

Who know how to be friends



One day Ill be at peace

Ill be enlightened

And Ill be married with children

And maybe adopt



One day I will be healed

I will gather my wounds

Forge the end of tragic comedy



I have been running so sweaty my whole life

Urgent for a finish line

And I have been missing the rapture this whole time

Of being forever incomplete



One day my mind will retreat

And Ill know God

And Ill be constantly one

With her night dusk and day



One day Ill be secure

Like the women I see

On their 30th anniversaries



I have been running so sweaty my whole life

Urgent for a finish line

And I have been missing the rapture this whole time

Of being forever incomplete



Ever unfolding

Ever expanding

Ever adventurous

And torturous

But never done



One day I will speak freely

Ill be less afraid

And measured outside of my poems

And lyrics and art



One day I will be faith-filled

Ill be trusting and spacious

Authentic and grounded

And whole



I have been running so sweaty my whole life

Urgent for a finish line

And I have been missing the rapture this whole time

Of being forever incomplete

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 14:37

Quinta-feira, 29.10.09

somethink like this

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 01:01

Quinta-feira, 29.10.09

... com muita canela

 


 



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 00:31

Segunda-feira, 26.10.09

...

still (more and more) spooked...


Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 22:21

Domingo, 25.10.09

Ele e Ela - II

Ela acredita que foram feitos um para o outro e que essa é a mais incontornável verdade de bolso.


Ele acha que ela o critica e o deseja mudar, não percebeu ainda que ela o aceita e admira por tudo o que ele é.


Ela acha que ele faz finca-pé em ser mártir e que ele utiliza o desgosto como um porto de abrigo. Ele chama-lhe teimosia, raramente amor. Ele sabe que aquele amor já passou e que é só por ser impossível e trancado no pretérito que tem um encantamento romântico. Ela queria puxá-lo para baixo da sua asa e protegê-lo, porque sabe que ele se magoa e que mais ninguém compreende a sua dor. Ela compreende bem a dor dele e detesta compreender. Porque ele não compreende a dimensão da dor dela. Ele acha que o amor é racional, ela sabe que não.


Ele esforça-se por ser um cabrão idiota. Ela inventa-lhe desculpas em vez de se enfurecer. O amor dela é resiliente, não perde cor com o tempo nem com as mágoas. É um amor maior e melhor do que o que ele perdeu. É real, é verdadeiro, e ela acha que isso devia valer pelo menos uma brecha de oportunidade. Ele tem medo, presume ela.


Ele receou e ansiou a proximidade e cedeu. Ela receou e recusou, mas também cedeu. Ele deu, ela deu. Ele tirou. Ela penitencia-se por não ser quem devia, quem ele queria. Chora, não come, mas todos os dias segue de cabeça erguida, sustentada pela armadura holográfica.


Ele pensa que ignorá-la protege ambos e apaga o passado. Ela reforça e lamenta a certeza da sua razão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 22:58

Domingo, 25.10.09

...

Getting really really spooked... And the one person who should really mind doesn't seem to be at all interested. Moral dilemma... Panic!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 21:40

Domingo, 25.10.09

pôr mimos em dia #2



Já sabem que não sou gaja com muita pachorra para certas coisas de gaja, não sabem? Mas por ser para a miúda e porque não sou mal-agradecida...


Diz que há "regras":


1.     Postar o link de quem indicou;


2.      Postar o selo;


3.      Passar o selo a 5 blogs perfeitinhos;


4.      Responder às perguntas.


 




Mania: De ser perfeccionista, de dizer sempre a verdade ou nothing at all, de ser demasiado directa e nunca desistir de nada.


 




Pecado Capital: Na minha religião não há pecados... Mas evitar arrependimentos pelo que não se faz está na ordem do dia, portanto, é sugar o tutano à vida enquanto cá estamos. (Não sou muito preguiçosa, nem muito gulosa, nada invejosa, não cobiço nada nem ninguém, só cedo a luxúrias quando entrego o coração, sou um bocado avarenta, contudo generosa. Mas sim, a Ira toma conta de mim de vez em quando...)



 


Melhor cheiro do mundo: Maçãs verdes, canela, baunilha, terra molhada... Tantos cheiros tão bons!



 


Se o dinheiro não fosse problema: Não estaria aqui. Estaria a realizar uns quantos sonhos, meus e de alguém mais, pelo mundo fora.



 


História de infância: A estória da Carochinha e do João Ratão foi-me repetida vezes sem conta. :) Mas a feminista em mim nunca foi muito na conversa desesperada da outra que queria casar, não obstante achar alguma piada ao tipo cair no caldeirão. Por isso gostava mesmo era de estórias de (outras) princesas, Bela Adormecida, Branca de Neve e Gata Borralheira.



 


Habilidade como dona de casa: Gosto bastante de cozinhar com criatividade, de limpar e arrumar, adoro o cheirinho a casa lavada. Uma menina prendada, como se vê. ;)



 


O que não gosto de fazer em casa: Passar a ferro. Odeio, é tortura. Por isso não o faço. :D



 


Frase preferida: É só olhar ali para baixo do título. "In two days tomorrow will be yesterday."



 


Passeio para o corpo: Qualquer sítio onde tenha gostado de ir, repetido sem mochila às costas.



 


Passeio para a alma: Todos os sítios onde ainda não fui ou onde tenha gostado de ir (e agora já pode ser com a mochila às costas).



 


O que me irrita: A ignorância, a prepotência, a mesquinhez, os preconceitos. Já se vê que me irrito frequentemente...



 


Frases ou palavras que uso muito: "Não é fácil" (e lembro-me sempre da canção da Marisa Monte), "Vê o lado positivo",...



 


Palavrão mais usado: Merda, porra, shit. Não são palavrões, são palavrinhas, que não uso disso (palavrões) e detesto ouvir, ler ou sequer que me cruze o pensamento. Acho falta de nível.



 


Vou aos arames quando: Quando me mentem ou deturpam as coisas. Quando trabalho para o boneco, quando sou contrariada (princesa mimada...).



 


Talento oculto: Andam de facto um bocado ocultos, os meus talentos, mas escrevo, fotografo, pinto, desenho...



 


Não importa que seja moda, eu não usaria nunca: Peles de animais, brincos pendurados.



 


Queria ter nascido a saber: Voar. E saber o que sei hoje, que não é grande coisa, mas saberia mais cedo o que desde sempre procurei.



 


Passo o selo a quem o quiser apanhar. :)


Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 00:13

Sábado, 24.10.09

pôr mimos em dia #1

Xi, que estou atrasada. Mas prometi, e cumpro. Foi o pequeno ouriço que me falou de abraços. E se eu gosto de abraços...



1 - Quem mais gostas de abraçar no presente? O meu pai, a minha avó. Os meus queridos Amigos, por quem dava a vida. E a pessoa mais maravilhosa que alguma vez existiu, mas que não quer ser abraçada por mim.



2 - Quem nunca abraçarias? Nunca digo nunca.



3 - Quem davas tudo para poder abraçar? Tudo, tudo, não dava. Mas dava muito para poder abraçar quem já partiu e deixou saudades. O meu avô, o meu padrinho e duas outras pessoas que foram mais que família.



4 - A quem davas o teu melhor abraço? Cada abraço que dou é o meu melhor. Cada um é dado com sinceridade e amor. Ou então não dou.





Passo este abraço, com um abraço:




- à 
miúda

- à 
Marta

- à 
Diana

- à 
Artemisa

- ao
tai_chi_smoker

- ao 
Francisco


- à Mau Feitio


- à Pinky


- ao gajodebotas


 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 23:59

Sábado, 24.10.09

...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 21:51

Sábado, 24.10.09

flor no alcatrão

Dizia-me alguém um dia da semana passada, por entre as sombras da cidade a anoitecer, que no alcatrão também nascem flores. Não duvidei, como nunca duvido que a força da vida seja maior que tudo e que vença quantas camadas de vis obstáculos se lhes surja.


Não me recuso a florir sob um Sol menos quente, estejam as nuvens alinhadas de modos apetecíveis. Nem me resigno a estagnar e empedernir. As grandes certezas que me sustentaram a vida toda estão a ser substituídas por dúvidas. Os dogmas abalados, um por um. O tom imperativo a ser substituído por reticências. Estou a suavizar-me, e bem precisava, que as cascas ásperas não repelem só os toques indesejáveis e não têm de ser sempre os outros a desbravar terreno por entre o mau feitio para chegar ao núcleo de mim. Estou, devagarinho, a deixar de ter vergonha de ser quem sou, a expôr-me, a deixar cair o pano. Sim, sou ultra-sensível e comovo-me facilmente, tenho feridas que doem quando se lhes põe sal, tenho complexos de sobra, gosto mais de pessoas do que admito, sinto saudades de quem já não está, sou de carne e osso, falível e fraca, talvez venha até a descobrir alguns medos. Nem sempre tenho os pés assentes na terra e sonho acordada com as coisas mais simples, gosto de atenção masculina e de ser mimada.





Obrigada, R., por tentares com tanta convicção tirar-me o resto da casca. E pelo gelado numa noite fria. Por me fazeres sentir que não sou sempre à prova de bala. Mas entende que eu serei sempre eu, nunca quem queres e imagines que seja. Sou diferente de quem imaginas, sou pautada por sentimentos, princípios e convicções maior que a tua e a minha vontade juntas. E da minha vontade já falei. O que será de nós amanhã ninguém sabe. Mas eu sei que o meu lugar não é aí.


Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 10:01

Domingo, 18.10.09

plágios

Porque as minhas são muitas e ainda andam aos trambolhões, sem o vagar de se sentarem, respirar fundo, alinhar num sentido imaginário que sabemos que não vai fazer sentido. E porque insisto em ser advogada do diabo, a favor e contra mim, em simultâneo e em alternância...


 


Vão ver...


 


"... e quando é amor damos tudo, e quando damos tudo, resta-nos nada, e é com esse nada que temos de continuar..."

 

"O amor, os sentimentos, são incêndios descontrolados com que as pessoas gostam de brincar, reduzidos á dimensão de fósforos..."

 



Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

por Ventania às 13:02

Quarta-feira, 07.10.09

...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 19:37

Terça-feira, 06.10.09

Vegetal e Só - Eugénio de Andrade

 É outono, desprende-te de mim.


  


 Solta-me os cabelos, potros indomáveis


 sem nenhuma melancolia,


 sem encontros marcados,


 sem cartas a responder.


  


 Deixa-me o braço direito,


 o mais ardente dos meus braços,


 o mais azul,


 o mais feito para voar.


  


 Devolve-me o rosto de um verão


 sem a febre de tantos lábios,


 sem nenhum rumor de lágrimas


 nas pálpebras acesas.


  


 Deixa-me só, vegetal e só,


 correndo como rio de folhas


 para a noite onde a mais bela aventura


 se escreve exactamente sem nenhuma letra.


 


 


Apercebi-me, enquanto dormias de olhos cerrados, que a paixão era muito mais que paixão. Passámos metade da noite a conversar como se não houvesse amanhã. Foi a primeira vez que passámos tantas horas juntos e estávamos deliciados com as descobertas. Eu tinha dormido no avião, tu acordaste-me com um fio de água. Tu e o teu sono, resilientes, só chegados ao destino sucumbiram ao cansaço. Dormias a meu lado, tranquilo, como uma criança de colo no conforto da sua mãe. Eu observava-te, imóvel, com tanta vontade de te passar a mão pelo rosto e dar-te os mimos que nunca dei, como nunca ninguém deu, não com tamanho carinho, com tanta doçura.


Resignei-me à confirmação do que já sabia: tinha-me apaixonado irreversivelmente por ti, pela pessoa que és. Um ano depois, só desejo que te desprendas de mim. Ou que não queiras desprender nunca mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 21:03

Segunda-feira, 05.10.09

Tudo é possível

 é melhor nem dizer nada...


Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 21:58

Domingo, 04.10.09

Question of Love - The Gift

 


 




It's because I met you

It's because I'm here

It's because I felt you

It's because I'm near


That's the reason why

You don't have to go

The reason that I adore you

You know


(It's because I met you)

It's because I met you

(It's because I need you)

It's because I feel you

(It's because I want you)

It's because I love you

You put me into it

And now you want me to leave

I'll tell you all the reasons

It's a question of love


[Be strong, be weak, beware]

It's because I met you

It's because I'm here

It's because I felt you

It's because I'm near


That's the reason why

you don't have to go

The reason that I adore you

you know


You have nothing to lose


(It's because I met you)

It's because I met you

(It's because I need you)

It's because I feel you

(It's because I want you)

It's because I love you


You put me into it

And now you want me to leave

I'll tell you all the reasons

It's a question of love


It's a question of love

It's a question of love...


You have nothing to lose


(It's because I met you)

It's because I met you

(It's because I need you)

It's because I feel you

(It's because I want you)

It's because I love you


You put me into it

And now you want me to leave


 








 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 10:43

Quinta-feira, 01.10.09

Outubro - James Tissot

 



Benvindo, mês de Outubro. Mês de aniversários muito mais que de nascimentos, mês de férias, de memórias. Consegues ser melhor que o último, por favor?

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 00:01


Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Outubro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031