Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ventania

In two days tomorrow will be yesterday.



Domingo, 08.04.12

...

No primeiro dia do ano de 2010 perdi a pessoa que mais tinha amado até então (antes de ti). Serenamente, aceitei, como se duma morte se tratasse, porque o que existia também não era uma vida. Fiz luto, psicoterapia, inscrevi-me em mais uma licenciatura. A dor nunca passou, mas acostumei-me a ela. As memórias e a ausência, e sobretudo a saudade, fazem parte da família desde então. Têm um espaço cativo no meu coração.

Depois conheci-te, aprendi que era possível voltar a amar, achei que havia bonitas histórias de amor que podiam acabar bem, fui tão feliz. Apesar de tudo, fui estonteantemente feliz contigo, por ti.

Há dois anos, no Natal, estava destroçada. Fiquei em casa fechada, sozinha, a odiar-te porque me deixaste desamparada. No Ano Novo odiei-te com mais propriedade. Descobri-te as mentiras que foram o princípio do fim - sabes disso, certo? Na Páscoa do Ano passado perdoei tudo, porque não sou capaz de não te amar. Tanto, tanto amor. Renascemos das cinzas, mais fortes. Fui salvar-te de capa e espada, acolhi-te e prometi que ia tentar o perdão. Tu prometeste tudo, tudo. Eu tentei por mim e por ti, durante algum tempo foi sendo suficiente para manter a cabeça erguida, muito embora o coração estivesse em cinzas.

No Natal do ano passado havia um abismo de ressentimentos entre nós, das promessas que não cumpriste, das palavras que não disseste. E no Ano Novo empurraste-me do abismo abaixo e voltaste costas. Eu parei de tentar bater as asas e deixei-me cair. Não acredito em mais nada senão em mim.

E agora na Páscoa, onde estamos? Eu continuo estatelada no chão, desfeita. Sozinha, em casa, uma eremita com boas desculpas.

 

Não tenho boas razões para viver de há dois anos para cá. Quanto tempo achas que consigo continuar a fingir? Não sou como tu, não sei fingir. Mas bem te disse que da próxima vez não seria a ti que ia chamar. Hoje é o dia ideal para renascer, e nem sequer sou cristã. Mas é hoje.

 

Até qualquer dia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Ventania às 13:46


5 comentários

De Carla Ferreira a 08.04.2012 às 17:28

Hum... Estes posts andam a modos que. Olha o email lá do burgo. Não tenho pretensão a nada, atenção, mas às vezes uma retribuição, mesmo em forma de palavra escrita vinda não se sabe de onde, pode ajudar. 

De Closet a 08.04.2012 às 23:02

Uiii amiga, não pude deixar de comentar... Claro que é hoje! é hoje, é hoje  e é hoje! Quem é que ele pensa que é??? 
Abraço apertadinho :)

De JWS a 09.04.2012 às 18:47

Não desanimes Ventania,
que se esperas faço companhia.
a vida é assim,
sempre em busca,
do principio ao fim.

Tudo de bom minha querida,
Sir Jon.

Tudo de bom.

De Pipoca Dos Saltos Altos a 10.04.2012 às 18:29

:( não tenho palavras. Podia estar aqui a dizer que sei o que sentes, que já passei pelo mesmo, que passa, que o tempo cura, que não tive Natal e que a Páscoa é uma merda. Que te vais reconstruir e qual fénix voar alto depois do abismo. Não vou dizer nada. Fico aqui, a fazer figas, para que passe o dói dói. Beijos

De Estela Fonseca a 10.04.2012 às 20:03

Li -te e olhei-me ao espelho...beijo

Comentar post



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


calendário

Abril 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930